SEJA BEM VINDO!!!

ESSE BLOG TÊM O OBJETIVO DE TRAZER ATÉ VOCÊ, O DIA-A-DIA DE NOSSA IGREJA, ALÉM DE TRAZER PALAVRAS DE AMOR E EDIFICAÇÃO PARA SEU CORAÇÃO!!!

IGREJA A VOZ DE CRISTO - OLINDA

IGREJA A VOZ DE CRISTO - OLINDA
Uma Igreja Comprometida com o Reino de Deus

PR JOÃO E SUA ESPOSA IR MARILUCE

PR JOÃO E SUA ESPOSA IR MARILUCE

PROGRAMAÇÃO OFICIAL DA IGREJA A VOZ DE CRISTO - ATUALIZADA

Segunda: Dia do Culto nos Lares

Terça: Culto na Congregação do Pb. Jacy Valentim às 19:30hs

Quarta: Culto de Oração e Doutrina - Ig Voz de Cristo em Olinda às 19:30hs

Quinta: Culto na Congregação do Pr. João Evangelista às 19:30hs

Sexta: Círculo de Oração 09:00hs as 16:00hs e Culto da UNIFEM às 19:00hs

Sabado: Não tem programação Oficial

Domingo: Escola Bíblica Dominical - 9:00hs
Evangelismo - 14:00hs
Culto Evangelistico - 19:00hs

OBS:
* 3º Domingo de cada mês - Culto das Primicias.
* Último Domingo de cada mês - Santa Ceia.
* Último sábado de cada mês temos Culto Jovem.
* Todo penúltimo sábado temos Culto de Missões.

RESPONSAVEIS PELO BLOG

RESPONSAVEIS PELO BLOG
SEM.VICENTE LEÃO

quinta-feira, 31 de julho de 2008

UMA BREVE PALAVRA SOBRE OS ACONTECIMENTOS ATUAIS PELO PASTOR,PROFESSOR E APOLOGISTA ARTUR EDUARDO-(PROGRAMA FATOS EM FOCO)


Nunca o Cristianismo foi tão atacado como na atualidade. E não são ataques explicitamente insensatos - Há uma forte coesão em muito do que se diz contra a fé cristã. Os ateus, neo-pagãos, céticos, agnósticos, enfim, detratores da fé têm sido conhecidos como gente que milita e, infelizmente, conseguido encurralar muitos cristãos em várias discussões. É baseado nisso que afirmo que a Apologética Cristã tem surgido como uma ramificação do pensamento teológico que tem se tornado indispensável na atualidade. Defender a fé, contudo, não é uma tarefa fácil. São muitas e fundamentais nuances que precisam ser conhecidas, treinadas, trabalhadas a fim de que um escopo de defesa corretamente estruturado e eficiente se forme, e consiga responder às assertivas contrárias, oriundas dos opositores do Cristianismo. Se você tem entendido a importância do assunto e a urgência do mesmo, e gostaria de ver sua igreja atenta, contate-nos! Palestro e ministro em igrejas, seminários, encontros cristãos com este fim: Fazer com que a Igreja entenda ´as regras do jogo´ dos ataques à fé, na atualidade. Meu e-mail é: artur_eduardo@yahoo.com.br.Deus abençoe sua vida e a vida espiritual de sua igreja. Conheça o programa "FATOS EM FOCO", sábados, às 15h, na Maranata FM (103.9): http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=44434973Não deixe de acessar o nosso BLOG: http://www.artureduardo.com.br/ - Informação, Análise, Opinião! Bem, esta fizeram para mim: http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=8035622Comunidade da nova IEVCA ("For All Nations"!!): http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=4741969Brevemente - "PORTAL IEVCA". Um dos maiores conteúdos de estudos bíblicos e ministrações da Web.

segunda-feira, 28 de julho de 2008

MISSÕES: REJEITAR ISLÃ PODE SIGNIFICAR A MORTE


AUMENTA, EM VÁRIOS PAÍSES DE MAIORIA MUÇULMANA, A PRESSÃO PARA A PENA DE MORTE A TODOS OS QUE REJEITAREM A RELIGIÃO ISLÂMICA
As principais tradições da doutrina e da jurisprudência islâmicas, tanto a escola xiita quanto as quatro vertentes sunitas, defendem a sentença de morte para os que abandonam a sua fé. Nos últimos anos, esta visão tem sido cada vez mais dura entre os países do mundo islâmico.Em todos os casos mais notórios de pessoas que renunciam ao islamismo, tem havido uma grande pressão da opinião pública e das facções do Islã nestes países no sentido de que a atitude para com estes "desertores" seja a mais severa possível.Na Malásia, corre-se o risco de ser submetido a uma "reeducação". No Afeganistão, apesar dos norte-americanos, a pena de morte para a abjuração ainda está prevista nas leis do país. Esta foi a sentença recebida por Abdul Rahman, que viveu na Alemanha e foi pego com uma Bíblia pela polícia afegã. Depois da pressão ocidental, ele foi autorizado a deixar o país sob protestos do povo.
Fonte: Opinião e Notícia
NOTA: E a lista de países segue, conforme temos publicado eventualmente no BLOG. No Irã, por exemplo, tramita uma lei que pune os desertores do islamismo com a pena capital. Isto é realidade no Norte da África (com a maioria esmagadora dos países sendo islâmicos) e, de fato, acontece em vários lugares na Ásia. Na Arábia Saudita, outro exemplo, nenhuma manifestão religiosa de espécie alguma, exceto a islâmica, é permitida. Enquanto isso, os muçulmanos (principalmente os radicais), estão conseguindo o absurdo: pregar e fazer apologias destrutivas contra o Ocidente dentro dos países ocidentais. Oremos pela situação dos cristãos isolados nas fronteiras de países cujos sistemas extremistas têm se tornado seus algozes.
Em Cristo Jesus,Pr. Artur Eduardo

BRIGA EM MISSA EM SÃO GONÇALO COLOCA EM CHEQUE A QUESTÃO DOS HOMOSSEXUAIS


TRAVESTI SE IRRITA COM SERMÃO DE PADRE EM UMA MISSA, SOBE NO ALTAR PARA RECLAMAR COM O PÁROCO E DIZ QUE FOI AGREDIDO PELO MESMO. ARQUIDIOCESE DE SÃO GONÇALO, LOCAL AONDE ACONTECEU O EPISÓDIO, INFORMA QUE JÁ TEM UMA LISTA DE TESTEMUNHAS EM FAVOR DO SACERDOTE

A missa das 19h do último domingo na Igreja Matriz de São Gonçalo virou um tremendo furdunço. O travesti Fabiano Fontes Figueira, a Mayara (foto), de 29 anos, que teria se irritado com sermão feito pelo padre Ademar Pimenta contra os gays, subiu ao altar para reclamar e diz que o religioso apertou seu pescoço com as duas mãos e ainda teria lhe dado chutes. Ela registrou queixa na 72ª DP (Mutuá) e já fez exame de corpo de delito. A Arquidiocese informou estar apurando o caso, mas garantiu já ter depoimentos de fiéis a favor do pároco.
“Eu me surpreendi com a atitude dele. Freqüento a igreja há muitos anos. Fui batizada e vou à missa todo domingo. Nunca um padre havia feito isso comigo”, desabafou Mayara, que assumiu aparência feminina aos 17 anos e trabalha como esteticista.
Segundo Mayara, tudo começou porque um evento de um movimento gay estava sendo realizado na rua em frente à igreja. O padre teria passado então a agredir verbalmente os homossexuais e usado a história da esteticista como exemplo durante o sermão. “Ele dizia: ‘Cada um come o que quer, mas não na minha igreja’. Foi aí que eu me irritei e disse que estava na casa de Deus e não do padre, e ele perdeu a cabeça. Os ministros da Eucaristia ainda me jogaram para fora”.
Manchas roxasMayara conta que, após ser expulsa da igreja, o padre continou a missa e ela ainda ouviu os fiéis baterem palmas no fim da celebração. “Ele me agrediu e foi ovacionado. Fiquei com manchas roxas nas pernas de tanto chute que tomei. Me admira um padre negro, que conhece os problemas das minorias, ser tão preconceituoso”, detonou Mayara.
Padre não comentaO jornal "Meia Hora" tentou entrar em contato com o padre Ademar Pimenta, mas ele não foi encontrado para falar sobre o assunto. A Arquidiocese de Niterói e São Gonçalo, através da assessoria de imprensa, disse estar averiguando a veracidade da história e que, caso seja culpado, o padre deverá responder à Justiça. Segundo a Arquidiocese, se houver punições da própria instituição, elas não serão divulgadas.
‘Ele me chamou de dragão de sete cabeças’Mayara garante que a perseguição da qual diz ser vítima só começou após Ademar Pimenta chegar à paróquia. “Todos os outros padres me respeitaram. Não sou só eu que me sinto incomodada, outros fiéis já mudaram de igreja por não gostarem da agressividade dele”, disse a esteticista, que não esquece as ofensas que escutou. “Ele gritou me chamando de dragão de sete cabeças e sete chifres. Foi horrível”.
Entre as agressões colecionadas por Mayara, algumas parecem até piada. “Até música do Dicró esse padre já cantou para mim, dizendo que eu poderia virar canja. Desde que ele chegou, passei a ser alvo dos sermões, quando ele incita as pessoas contra mim”, desabafou Mayara".
Fonte: O Dia
NOTA: Que tremendo esforço jornalístico da edição eletrônica do "O Dia"!!... Observe como o jornal faz assertivas como se as mesmas fosse, a priori, verdadeiras: "Entre as agressões colecionadas por Mayara...". O jornal sabe se tais acusações são, de fato, verdadeiras? Se não, como é óbvio, por que as apresenta como se fossem? E mais: Se tudo aconteceu na missa, com a presença de inúmeros fiéis, por que a equipe de jornalismo não falou com ninguém mais a não ser o a ´ofendida´ "Mayara"?? São perguntas que não têm respostas na notícia publicada. Observe, portanto, a patente parcialidade na forma de se divulgar estas balbúrdias cada vez mais frequentes e desrespeitosas que muitos gays têm feito (SIM) pois, se houve agressões dignas de reprimenda para o padre, que as tenha, mas subir no altar, interromper o sermão, xingar (como ele muito provavelmente deve ter feito com o sacerdote), chamar a atenção para si, atrapalhar toda a liturgia da cerimônia porque, de acordo com sua análise subjetiva, se ´sentiu ofendido´ é um sinal do que pode acontecer profusamente nas igrejas e em outros locais quando leis como o PLC 122/06 for aprovado.
"Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus.". 1 Carta de Paulo aos Coríntios 6:9-10.
Isto significa que temos que odiar, necessariamente, maldizentes (caluniadores, fofoqueiros, etc.), ladrões, viciados (bêbados), impuros (devassos, como pedófilos) ou sodomitas (homens que praticam sexo com outros homens - não é à toa que tal adjetivo vem acompanhado de ´efeminados´)?? De forma alguma! Mas não precisamos ´amar´ ou ´tolerar coniventemente´ suas práticas!! De acordo com as Escrituras o que se enveredam por tais práticas ´não herdarão o Reino de Deus´.
Em Cristo Jesus,Pr. Artur Eduardo
Postado por Artur Eduardo às 08:57 0 comentários

terça-feira, 22 de julho de 2008

EX - ATEU CRITICA LIVRO "DEUS E UM DELIRIO"


EX-ATEU, QUE JÁ FOI CONSIDERADO COMO O MAIS PROEMINENTE ATEÍSTA NO MUNDO DE LÍNGUA INGLESA, CRITICA O LIVRO "DEUS, UM DELÍRIO", DO INTEMPESTIVO ATEU RICHARD DAWKINS

O ex-ateu Antony Flew (foto), que já foi mesmo o ateu mais proeminente no mundo da lingua Inglesa, lança critica mordaz sobre Dawkins, o seu sucessor como ateu mais proeminente:
"O The God Delusion [em português ´Deus, um delírio´] escrito pelo ateu Richard Dawkins é notável, em primeiro lugar por ter conseguído uma espécie de recorde ao vender mais de um milhão de cópias. Mas o que é muito mais notável do que o sucesso económico é que o conteúdo - ou melhor, a falta de conteúdo - deste livro mostra que o próprio Dawkins tornou-se o que ele e seus colegas secularistas acreditam tipicamente ser uma impossibilidade: ou seja, um fundamentalista secular. (a minha cópia do Dicionário de Oxford define um fundamentalista como 'um obstinado ou um adepto intolerante de um ponto de vista')."FONTE: bethinking.orgFlew abandonou o ateísmo, em 2004 admitiu reconhecer evidências em favor da existência de Deus. Flew afirma que certas considerações filosóficas e científicas o levaram a repensar seu trabalho de apoio ao ateísmo de toda uma vida, para se tornar favorável a um tipo de deísmo, similar ao defendido por Thomas Jefferson:
"Por um lado a razão, principalmente na forma de argumentos pró-design nos assegura que há um Deus, por outro, não há espaço seja para alguma revelação sobrenatural, seja para alguma transacção entre tal Deus e seres humanos individuais".FONTE: Biola University, [My Pilgrimage from Atheism to Theism An Exclusive Interview with Former British Atheist Professor Antony Flew, Gary R. Habermas, Biola, December 9, 2004. pp 6]Em 2007, Flew lançou um livro intitulado "There's a God" ("Existe um Deus") aonde, apesar da sua visão particular de Deus, chega mesmo a exaltar o Cristianismo:
"Na verdade, eu acho que o cristianismo é a religião que mais claramente merece ser honrada e respeitada, quer seja verdade ou não sua afirmação de que é uma revelação divina. Não há nada como a combinação da figura carismática de Jesus com o intelectual de primeira classe que foi São Paulo. Praticamente todo o argumento sobre o conteúdo da religião foi produzido por São Paulo, que tinha um raciocínio filosófico brilhante e era capaz de falar e escrever em todas as línguas relevantes".(Antony Flew, There is a God, p. 185, 186)Fonte: Design InteligenteNOTA: Não é a palavra de um catedrático ou um pesquisador que vai tornar o Cristianismo mais ou menos relevante, em absoluto! Mas é sempre bom, neste mundo cada vez mais secularizado, ver alguém - principalmente alguém que se dizia ateu - afirmar que Deus existe e observar as particularidades do Cristianismo que o fazem algo muito maior do que uma mera expressão religiosa.Em Cristo Jesus,Pr. Artur Eduardo
Postado por Artur Eduardo às 15:23 0 comentários

segunda-feira, 21 de julho de 2008

CRISTÃO DO IRÃ SOFREM PERSEGUIÇOES TERRIVEIS


SITUAÇÃO NO IRÃ: PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA, MAUS TRATOS, PRISÕES E AMEAÇAS DE MORTE AOS CRISTÃOS CONVERTIDOS. RESULTADO: A IGREJA, SEGUNDO FONTES, DOBRA A CADA SEIS MESES!


A polícia da cidade de Shiraz, no sul do Irã, realizou uma operação contra cristãos convertidos do islamismo, prendeu membros de três famílias, confiscou livros e computadores.A operação começou às 17h do dia 11 de maio, quando dois casais foram presos antes de embarcarem em um avião no Aeroporto Internacional de Shiraz e mandados diretamente para a prisão. Os casais foram submetidos a um interrogatório que demorou horas e cujo teor foi “sua fé e atividades da igreja doméstica”, disse uma fonte iraniana ao Compass.Os cristãos detidos foram identificados como Homayon Shokohie Gholamzadeh, de 48 anos, a esposa dele, Fariba Nazemiyan Pur, de 40 anos; Amir Hussein Bab Anari, de 25 anos, e a esposa, Fatemeh Shenasa, de 25 anos. As duas mulheres foram liberadas no mesmo dia, Amir Anari, foi posto em liberdade no dia 14 de maio. Homayon Gholamzadeh, entretanto, continua preso.Incursão paralela inclui mulher grávida Duas horas depois da prisão desses cristãos, a polícia invadiu a casa de Hamid Allaedin Hussein, de 58 anos, prendendo-o e a seus três filhos maiores, Fatemah, de 28 anos, Muhammed Ali, de 27 anos, e Mojtaba, de 21 anos.Todos os livros, CDs, computadores e impressoras da família foram apreendidos. Amid Hussein, sua filha e um de seus filhos foram liberados no mesmo dia, mas Mojtaba continua preso. No dia 13 de maio, a polícia prendeu mais dois cristãos convertidos do islamismo e envolvidos com uma igreja doméstica que conversavam em um parque. Os dois homens, Mahmood Matin e o outro identificado apenas como Arash, continuam presos.Outro incidente foi relatado no mês passado na cidade de Amol, da província de Mazandaram, ao norte do país, perto do mar Cáspio. Os dois cristãos detidos, um deles uma mulher grávida, continuam encarcerados e não há nenhuma notícia sobre o paradeiro deles.Igrejas domésticas dobram de tamanho a cada seis meses Nos últimos dois anos, o regime islâmico xiita que governa o Irã tem prendido, ameaçado e intimidado vários cidadãos envolvidos com o movimento das igrejas domésticas, que crescem rapidamente.Um dos movimentos confirmou no mês passado que os grupos de nativos iranianos dobram de tamanho a cada seis meses. Os cristãos convertidos do islã são repetidamente submetidos a maus-tratos físicos e mentais enquanto encarcerados por dias ou mesmo semanas, normalmente em solitárias.As fianças a serem pagas para a libertação deles são caríssimas e as pessoas são ameaçadas de serem novamente presas e responderem processo criminal caso sejam pegas louvando ou compartilhando de sua fé novamente.O impacto das transmissões via satélite O grande número de conversões se deve, em parte, às estações de rádio e aos canais de TV via satélite que estão no ar nos últimos cinco anos apresentando programas cristãos na língua farsi durante 24 horas por dia ( leia mais).Um analista de Teerã citado em um artigo publicado no dia 8 de maio no jornal “US News & World Report” acusou os canais cristãos de “manipular emocionalmente” os espectadores iranianos para que eles mudem de religião.“Os iranianos estão buscando um alívio e os evangelistas estão se aproveitando disso”, argumentou um analista sem se identificar.Mas os cristãos iranianos convertidos do islamismo, tanto no Irã quanto fora do país, discordam. O regime islâmico, sem nenhuma popularidade, fez com que seus cidadãos se desiludissem com o islã, dizem eles, de tal maneira, que milhares de pessoas estão dispostas a arriscar sua liberdade, a receber chicotada e até mesmo a morrer para encontrar paz e um propósito para suas vidas.Reforma do Código PenalEm janeiro deste ano, o parlamento iraniano apresentou uma proposta de Código Penal que prevê pena de morte para “apóstatas” que deixam o islã por outra religião ( leia mais).Na lei atual, a “apostasia” é um dos vários “crimes” que podem ser punidos com execução, apesar de que os juízes dos tribunais islâmicos não são obrigados a dar uma sentença de morte.O último iraniano cristão convertido do islamismo a ser processado por apostasia foi absolvido em maio de 2005. Mas Hamid Pourmand cumpriu 22 meses de uma sentença de três anos de prisão baseada em denúncias falsas antes de ser liberto em julho de 2006.Fonte: Portas AbertasNOTA: "Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo". Carta de Paulo aos Filipenses, 3:8Em Cristo Jesus,Pr. Artur Eduardo
Postado por Artur Eduardo às 05:39 0 comentários
Quinta-feira, 29 de Maio de 2008

TROCA DE PRIORIDADES GOVERNAMENTAIS


NÃO PODEMOS FICAR COM A MESMA SOCIEDADE QUE NOS AGRIDE, QUE NOS VIOLENTA, QUE É A SOCIEDADE QUE TAMBÉM NOS LEVA PARA A CAMA", DISSE UMA REPRESENTANTE DO MOVIMENTO ´GLBT´, NA CONFERÊNCIA NACIONAL CONVOCADA PELO PRESIDENTE LULA PARA TRATAR DAS REINVIDICAÇÕES GAYS

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta noite (5) o fim do preconceito contra homossexuais e afirmou que a permanência da discriminação sexual "talvez seja a doença mais perversa impregnada na cabeça do ser humano". O presidente, que participou da 1ª Conferência Nacional de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (GLBT) disse que o Brasil precisa de "um momento de reparação".
"Não precisamos querer que ninguém seja igual", afirmou o presidente, pedindo para que todos os preconceituosos "arejem a cabeça e despoluam-na". "Se não for assim, faremos apenas uma meia democracia, uma democracia do 'na hora que eu quero, quando eu preciso'", afirmou.
Acompanhado de pelo menos seis ministros, o presidente Lula lembrou que os homossexuais estão conseguindo, pela primeira vez, "quebrar a casca do ovo, gritar para o Brasil que existem". "Ninguém pergunta a opção sexual de vocês quando vocês vão pagar imposto de renda. Por que discriminar na hora que vocês vão decidir o que fazer com o próprio corpo?", questionou o presidente, que discursou diante de um púlpito coberto com a bandeira gay.
A Conferência GLBT é a 50ª conferência realizada pelo governo Lula desde 2003 e foi convocada com o decreto presidencial de novembro do ano passado.
Bandeira gayDurante a conferência, o presidente Lula foi presenteado com uma miniatura da bandeira do arco-íris, que simboliza o movimento gay, e bonés em favor da causa.
Ao longo da cerimônia, o presidente ouviu reivindicações de representantes do movimento GLTB e ouviu o dirigente Toni Reis apresentar propostas de criação de um estatuto para os homossexuais, propostas de criminalização da homofobia e de aprovação de união civil de pessoas do mesmo sexo. "Ninguém quer destruir a família de ninguém. Queremos construir a nossa. Não podemos voltar ao obscurantismo", disse Reis.
"Não podemos ficar com a mesma sociedade que nos agride, que nos violenta, que é a sociedade que também nos leva para a cama", declarou a representante do movimento GLTB, Fernanda Benzenutti.
Fonte: Terra
NOTA: Algumas considerações pertinentes: Por que não ouvimos falar em alguma conferência, paga com dinheiro público, para famílias de pessoas que foram abusadas sexualmente, por exemplo? Para famílias de jovens que morrem ou são agredidos por pedófilos (que, como está mais do que comprovado, são na sua maioria homossexuais de mentes perturbadas - vide os dados da CPI da Pedofilia!!!!)? Por que não se fazem fóruns e são convocadas conferências, financiadas pelo governo federal, para se falar sobre o avanço extraordinário da violência, e para que pais de todo o país, juntamente com outras autoridades, inclusive religiosas como pastores e padres que estão à frente de comunidades, fazendo um trabalho social ´de perto´, exponham o que pensam sobre os planos de prevenção dos governos sobre o insistente e terrível problema das drogas?? Por que taxar a discriminação sexual como a doença mais perversa impregnada na mente de um ser humano (um claro e alusivo recado demagogo aos religiosos, para que os mesmos não omitam suas opiniões sobre uma prática que, à luz da Bíblia por exemplo, é considerada pecaminosa)? É claro que é um ´recado´, pois se não se aceita tal prática no meio cristão, toda a tentativa de desvelarmo-nos da mesma será ´entendida´ e ´considerada´ como discriminatória. Este é um sinal do famoso pragmatismo político com que muitos têm tentado construir sua retórica em meio a uma sociedade que só sabe valorizar resultados, e mesmo assim imediatos. Por causa de um aparente momento de bonança econômica vemos nosso presidente fazendo ingerências em áreas que não lhe dizem respeito, pois a discriminação é algo ruim, mas não se pode haver dois pesos e duas medidas: quando se começa a perseguir um grupo específico por causa de suas posições, posições essas que não violam o estado de direito nem ofendem a moral pública, há uma discriminação sim, mas por parte dos perseguidores. É exatamente como se engendra este governo, traindo as lideranças cristãs com quem ele fez alianças no passado para se eleger e reeleger. Esta vergonhosa troca de prioridades do governo, que conclama (veja bem, conclama) uma conferência nacional para tratar da ´causa gay´ e do "horror" da discriminação sexual no Brasil (sinceramente, não vejo que "horror" é este... neste país que tem o (triste) recorde de ter ´a maior parada gay do mundo´), em detrimento de outros problemas sociais muito mais prementes e relevantes à sociedade. Se está tão preocupado com a causa gay, o governo do nosso presidente deveria propor uma discussão (já que gosta tanto de se envolver em questões internacionais, como um pseudo líder da América Latina) para ver o quê está acontecendo em regimes islâmicos, como os da Arábia, Irã, de Gâmbia, Argélia, Marrocos e Paquistão. Ali sim há uma supressão real do homossexualismo. Mas nesta ´praia´ chamada Brasil? Ora, faça-me o favor... Não é de admirar, caro leitor, que estejamos (desde há muito) sempre com esta sensação de que caminhamos de mal a pior.
Em Cristo Jesus,Pr. Artur Eduardo
Postado por Artur Eduardo às 20:12 1 comentários

NOVIDADE EM IGREJA NOS EUA


PARA QUE MAIS PESSOAS OUÇAM OS CULTOS IGREJA IMPLANTA SERVIÇO DE "DRIVE IN ESPIRITUAL"


Segundo informações do jornal Atlanta Journal-Constitution, para rezar (sic) na igreja metodista Nova Esperança, na cidade de Marietta, não é necessário sair do carro.O reverendo Norman Markle afirmou que há anos vem planejando uma igreja nesses moldes. Ele diz ver um drive-in espiritual pela mesma lógica dos serviços drive-in convencionais. Com o lema "reze no seu carro assim como você está", Markle pendurou um alto-falante em um poste de um estacionamento da cidade."Eu pensei que nós podemos fazer com que algumas pessoas novas venham até aqui para ouvir a palavra de Deus", disse Markle ao jornal. Pouco mais de uma dúzia carros compareceu ao primeiro domingo de culto, mas o reverendo diz estar otimista de que esse número vai aumentar nas próximas semanas.
Fonte: O VerboNOTA: Creio, sem querer desmerecer o trabalho da igreja em Atlanta, que estamos fazendo de tudo para atrairmos as pessoas à igreja, e muito pouco para que a Igreja vá às pessoas.Em Cristo Jesus,Pr. Artur Eduardo
Postado por Artur Eduardo às 18:19 0 comentários

Bush, católico?....

PADRE ANGLICANOS GAYS SE CASAM EM LONDRES


PADRES ANGLICANOS GAYS SE CASAM, EM LONDRES, E BISPOS CONSERVADORES TEMEM PELA "DESINTEGRAÇÃO DA IGREJA ANGLICANA

"Dois padres anglicanos se casaram num templo da sua confissão em Londres, no primeiro casamento de homossexuais realizado numa igreja no Reino Unido, noticia o jornal "The Sunday Tlegraph". A cerimônia, realizada no mês passado numa das mais antigas igrejas de Inglaterra, a de São Bartolomeu o Grande, foi celebrada pelo seu pároco, Martin Dudley, com toda a liturgia tradicional, incluindo leituras, hinos e a eucaristia, com troca de alianças.O casal, formado pelos padres Peter Cowell e David Lord, tinha feito anteriormente o registo civil da sua união de fato. Segundo o jornal, a cerimónia desobedeceu às orientações da Igreja e foi celebrada em desafio ao bispo de Londres, Richard Chartres, em cuja diocese se realizou.Embora as uniões de fato entre casais do mesmo sexo sejam oficialmente reconhecidas no Reino Unido, a Igreja Anglicana determina que o casamento só deve ser celebrado entre um homem e uma mulher. Mesmo assim, alguns sacerdotes liberais já abençoaram no passado casais de homossexuais.A cerimónia deverá aprofundar as divisões entre liberais e tradicionalistas no seio da Igreja de Inglaterra em torno da ordenação de padres homossexuais e dos casamentos entre pessoas do mesmo sexo. O arcebispo do Uganda, Henry Orombi, disse que a cerimónia foi "blasfema" e exigiu ao primaz da confissão, Rowan Williams, a tomada de medidas para evitar "a desintegração da Igreja Anglicana".Fontes: Towleroad, O GloboNOTA: O bispo de Uganda tem motivos de sobra para temer aquilo que ele chamou de "desintegração da Igreja Anglicana". O liberalismo sobrevive das bases do conservadorismo exisitente. Não forma nada novo, não promove os corretos preceitos bíblico-cristãos, não preocupa-se com missões, evangelismo, fundação de igrejas, nada disso. O liberalismo cresce como um câncer, e se propaga violentamente nos corações das instituições mais incaltas, que tolerantemente admitem até a descaracterização daquilo que as torna o que são: cristãs. Mais exemplos como este serão vistos, infelizmente. E mais ainda, por inércia do próprio conservadorismo, a Igreja tende a perder terreno.Maranata. Ora vem, Senhor Jesus.Em Cristo Jesus,Pr. Artur Eduardo
Postado por Artur Eduardo às 11:28 1 comentários

sábado, 19 de julho de 2008

UM MATEMATICO ATEU ESCREVE UM LIVRO AFIRMANDO QUE A RELIGIÃO E ILOGICA




MATEMÁTICO ATEU, QUE LANÇOU UM LIVRO INTITULADO "IRRELIGION" ("IRRELIGIÃO"), DÁ ENTREVISTA À VEJA NA QUAL DIZ QUE "RELIGIÃO É ´ERRO LÓGICO´", E TEM ALGUMAS RESPOSTAS DESTE BLOG


Por Michelson Borges Adaptado (respostas em vermelho) por Artur EduardoA revista Veja desta semana (15/06) traz uma entrevista com o matemático ateu John Allen Paulos, autor de Irreligion, (Irreligião), lançado neste ano. Segundo Veja, o livro de Paulos não mostra a acidez das demais obras desse filão, “no qual pontificam descrentes raivosos como o biólogo Richard Dawkins e o jornalista Christopher Hitchens”. “Irreligion é um livro devotado à lógica: Paulos analisa argumentos tradicionais sobre a existência de Deus e mostra onde fazem água”, explica Veja, como se a matemática pudesse abarcar o transcendente. Mais do mesmo, seria a minha definição para essa entrevista que mais parece um reforço da propaganda anti-religiosa que Veja vem fazendo nos últimos anos. Enquanto isso, continuo aguardando uma boa entrevista com algum teísta pensante como Philip Johnson (cujo livro Darwin no Banco dos Réus foi recentemente lançado no Brasil – olha o “gancho”, Veja), Michael Behe (cujo segundo livro foi lançado nos EUA – outro “gancho”, Veja) ou Alister McGrath (com seu contraponto a Deus, um Delírio: O Delírio de Dawkins – silêncio de Veja). E olha que já sugeri essas pautas aos editores da revista “indispensável”, e nada. Leia alguns trechos da entrevista com Paulos, com meus comentários entre colchetes:Veja - O que um matemático pode dizer sobre o ateísmo?Examino os argumentos tradicionais em favor da existência de Deus, e não as conseqüências sociais da religião. Eu me abstenho de fazer comentários sarcásticos sobre a religião das pessoas. Busco, isso sim, demonstrar os furos lógicos nesses argumentos. Como matemático, estou acostumado a trabalhar com provas lógicas – a partir de determinadas premissas, derivamos certas conseqüências. A lógica tem de ser rigorosa. Os argumentos teológicos não seguem esse rigor. Eles pulam de A para B, mas há um grande abismo entre os dois termos.Veja - Pascal e Leibniz, entre inúmeros grandes filósofos do passado, eram matemáticos e crentes.Leibniz tinha uma concepção muito particular de Deus. Como ele, muitos dizem acreditar em Deus, mas aquilo em que crêem não seria chamado de Deus pelo cidadão comum. As leis impessoais do universo, a beleza do mundo natural – todas essas coisas já foram chamadas de Deus. Se você definir Deus assim, bem, então Deus existe, claro. ... De resto, só porque você é um matemático de primeira ordem, isso não quer dizer que está dispensado de apresentar argumentos lógicos. O fato de um Leibniz ser religioso não prova nada a favor da religião. [Paulos ignora Pascal convenientemente, já que o grande matemático e filósofo francês era um teísta nos moldes bíblicos - Michelson Borges]. Leibniz, afinal, era um teísta ("crente" na existência de Deus, ou um ateísta? Vejamos o que disse o próprio Leibniz, quando se valeu do argumento ontológico para falar sobre a existência de Deus: "Deus é um ser de cuja possibilidade (ou, de cuja essência) segue-se Sua existência. Se um Deus, definido de tal modo, é possível, segue-se que Ele existe. Para a existência, é o mesmo resultar da possibilidade de alguma coisa, como resultar da essência de alguma coisa. Pois a essência de uma coisa é o mesmo que uma razão singular para a possibilidade, ou seja, é da noção do que é entendido nitidamente, ou a priori, que a coisa é possível. Eu digo “a priori”; isto é, não a partir da experiência, mas da própria natureza da coisa, exatamente como concebemos ser possível o número 3, ou uma linha circular e outras coisas desse tipo, mesmo que nunca as experimentemos existir na realidade ou, de qualquer modo, não levando essa experiência em consideração. Um ser independente é o mesmo que um ser de cuja essência resulta a existência, a saber, um ser para o qual a existência é essencial, ou, que existe através de sua própria essência. Novamente, um ser necessário é o mesmo que um ser de cuja essência resulta a existência. Pois um ser necessário é aquele que necessariamente existe, tal que sua não existência implicaria uma contradição e, assim, estaria em conflito com a noção ou essência desse ser. De fato, a existência pertence a sua noção ou essência. Disto extraio um teorema excelente que é o píncaro da doutrina modal [doctrinae Modalium] e por meio do qual posso mover-me da potencialidade para o ato: se um ser necessário é possível, segue-se que ele realmente existe, ou, que um tal ser é realmente encontrado no universo." - Da obra "Definitio Dei Seu Entis A Se" ("Definição de Deus ou de um Ser Independente"), 1676, pgs. 1 e 2. Ponto final. Veja - Em geral, as pessoas não estão preocupadas com questões lógicas quando buscam uma religião. Elas procuram um certo sentido superior. Como o senhor responderia a essa necessidade?Não há resposta para isso. Se alguém diz “eu acredito porque decidi acreditar”, não há muito que fazer. Você só pode apontar que não existem provas ou argumentos que sustentem essa crença. O fato, porém, é que as pessoas que acreditam quase sempre, em algum momento, recorrem a algum dos argumentos a favor da existência de Deus que eu critico no livro. Em geral, invocam a beleza da natureza como prova da existência de Deus. Outras apontam supostos milagres e coincidências e dizem que essas coisas não podem acontecer por acaso. E, nesse ponto, devemos apontar suas falhas lógicas. [Quais? Sem se valer da beleza “supérflua” e dos milagres, como explicar então a origem casualística da informação genética? Será que a matemática tem resposta para isso? Surgimento de informação a partir do nada, sem uma fonte informante, é isso que Paulos considera lógico? - Michelson Borges]. Bem, as suas contra-argumentações estão no livro, que deve ser publicado em português em breve. É improvável que as pessoas deixem de acreditar, mesmo depois que seus argumentos são derrubados.Sim, claro. Não tenho problemas com isso. É uma questão de escolha individual. Ninguém pode impingir a crença ou a descrença à outra pessoa. Mas há um certo perigo nessa atitude. Se alguém diz: “Isso é tão importante para mim que você não pode questionar, não pode perguntar sobre as minhas razões”, a crença se torna uma força bruta. Que, em algum momento, colide com outra força brutal. ... [Aqui Paulos ataca outro espantalho. A verdadeira religião bíblica é razoável e convida à reflexão. “O Deus Eterno diz: ‘Venham cá, vamos discutir este assunto’” (Is 1:18, BLH). E Paulo (não o Paulos) recomenda: “Examinem tudo, fiquem com o que é bom” (1Ts 5:21, BLH) - Michelson Borges]. Observe que as argumentações da revista e do entrevistado estão girando em torno do pressuposto de que o argumento do matemático está ´certo´. Em quaisquer diálogos, se uma argumentação contraposta à outra se mostra verdadeira, a outra é automaticamente falsa. Esta inferência está sendo feita pela revista e pelo matemático ateu. Os seus argumentos teriam de provar que a crença em Deus é falsa - observem - para que a conversa viesse a convergir para onde converge. Se a coisa fosse, de fato, tão extraordinária assim, ele seria o ganhador de vários prêmios Nobel, além de ter suas formidáveis refutações publicadas na própria revista. Uma outra observação: O texto sugerido por Michelson Borges, apesar de sua boa intenção, está sendo usado equivocadamente. No contexto, Paulo fala aos Tessalonicenses assim: "Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.". O texto aplica-se às profecias. Por que estou dizendo isto? Porque, quando raciocinamos bem, vemos a incoerência lógica a não existência de Deus, presente em argumentos desde o remoto argumento ontológico. Para textos relacionados, no próprio BLOG, clique AQUI, AQUI, AQUI e AQUI.Veja - O tom de alguns novos ateus, especialmente Richard Dawkins e Christopher Hitchens, é muito agressivo. Há o risco de o ateísmo se tornar tão dogmático quanto a religião?Há certo risco. Eu não me sinto confortável atacando a religião frontalmente. Não é o que faço. Parte de mim acredita que, se alguma coisa ajuda você a atravessar a noite, não é de todo má. É inegável que a religião ajuda muita gente. E talvez haja, sim, o risco de que você fala. No momento, porém, acho que ele é mínimo, e é bom que os ateus exponham seus pontos de vista em uma sociedade tão marcada pela religião. Há espaço para todos os tipos de ateísmo, do mais barulhento ao matemático, com um toque de humor, que eu pratico. [Não, Paulos, o risco não é “mínimo”. Basta ler Deus, um Delírio para ver que o que Dawkins propõe é uma espécie de Cruzada anti-religiosa, uma Inquisição às avessas. - Michelson Borges]. É verdade. O tom de Dawkins é extremista, e ele coloca todos os tipos de pensamentos religiosos ´na mesma balança´, como se a religião só tivesse produzido o caos e a dor, o que existe no radicalismo terrorista de vertentes de algumas religiões. Proponho a leitura do excelente livro "A Alma da Ciência", de Nancy Pearcey, que fala como a história do Cristianismo ocidental confunde-se com a própria história do desenvolvimento científico do Ocidente. Veja - Seu livro foi resenhado de forma simpática por um pastor batista. Ele reclamava, no entanto, que o senhor tendia a pintar todos os cristãos como fanáticos. Críticos da religião como o senhor estariam perdendo de vista o fato de que a maioria dos fiéis é discreta e razoável, e não fundamentalista?Recebi vários e-mails de leitores religiosos, que admitiram que os fiéis têm de se confrontar de algum modo com os argumentos que apresento. Eles recorrem a outra linha de argumentação: dizem que a religião é uma tradição, que une as pessoas, que lhes dá conforto, e é uma fonte de ideais elevados. Eu não discordo. O problema com os cristãos moderados é que eles fazem uma leitura seletiva da Bíblia: acreditam neste ou naquele ponto e discordam de outros. Mas como escolher os pontos da Bíblia que vale a pena sustentar e aqueles que devem ser rejeitados? Basicamente, essa escolha é feita com base em critérios seculares. A aceitação dos gays por algumas igrejas, por exemplo, não responde à tradição religiosa, mas a uma imposição dos valores seculares. Então, pergunto: por que não ser completamente secular? [Que falta faz a Teologia! O leitor da Bíblia deve levar em conta os estilos literários empregados pelos autores inspirados. Quando se lê um texto profético, por exemplo, deve-se interpretar os símbolos e alegorias utilizando as ferramentas que a própria Bíblia oferece; quando se trata de uma parábola, o leitor deve saber que se trata de uma história ilustrativa de um princípio subjacente; e por aí vai. O que não se pode fazer é deliberadamente escolher ou rejeitar esse ou aquele ponto, com base na opinião, sem um estudo detido das páginas sagradas. - Michelson Borges]. A isto que foi dito pelo Michelson, adiciono o seguinte pensamento: Com base em quê a assertiva de que ´a aceitação dos gays por algumas igrejas´ desmerece o entendimento biblico-histórico do que entende a teologia ortodoxa acerca da prática homossexual? Se uma pessoa utiliza-se da Bíblia para, contrário ao que a Bíblia ensina, aceitar e incentivar a prática homossexual, o problema é exclusivo deste indivíduo, não da Bíblia!! Este argumento é ad hoc à sua pressuposição ateísta. Nada mais.Veja - Em algum sentido a tradição religiosa é positiva?Não tenho nenhum problema com as narrativas, os mitos, as histórias ensinadas pela religião. A Bíblia é grande literatura. Meu problema é com o literalismo. Não se pode dizer que as coisas narradas na Bíblia ou em qualquer outro texto religioso são verdadeiras – pelo menos, não no sentido em que dizemos, por exemplo, que houve um acidente de carro na última segunda-feira às 2 da tarde. Vale notar que a discussão que proponho, sobre os argumentos a respeito da existência de Deus, passa um tanto ao largo das tradições religiosas. Mesmo que você consiga provar que estou errado – que existem, sim, bons argumentos para sustentar a existência de um Deus –, haveria um grande salto, um verdadeiro abismo, entre essa afirmação e a crença, por exemplo, na divindade de Jesus Cristo ou nas restrições alimentares que tantas religiões reforçam. Uma coisa não se segue diretamente a outra. A existência de Deus não justificaria esses mandamentos e restrições. Ou, para dizer o mesmo com uma pitada de sarcasmo, não há elo causal entre “Deus existe” e “é proibido comer batatinha frita nas sextas-feiras”. [Parece que o sarcasmo (ou o preconceito) está impedindo Paulos de estudar outras áreas do conhecimento fora da matemática. A arqueologia tem mostrado que muitos relatos bíblicos tidos como mitológicos são, na verdade, fatuais. Basta ler os textos postados na seção “Arqueologia bíblica”, aqui no blog. E as regras dietéticas ou “restrições alimentares” têm-se provado uma bênção para aqueles que as obedecem. Por que será que os adventistas que praticam essas regras vivem até dez anos a mais, segundo pesquisas? Contra fatos, não há argumentos. - Michelson Borges]. Quanto a exposições exaustivas relativas às evidências históricas da divindade de Jesus Cristo, indico os livros "Filosofia e Cosmovisão Cristã", de William L. Craig, "Não Tenho Fé Suficiente Para Ser Ateu", de Norman Geisler e "Evidências Que Exigem Um Veredito", vols. I e II, de Josh McDowell. Veja - Quanto respeito um ateu deve ter por uma religião?Não acredito que você deva sair por aí insultando as pessoas, como Christopher Hitchens faz. Mas, em algumas situações, na companhia de pessoas religiosas, uma pergunta simples pode ser útil: “Você acredita mesmo nisso?”. É um modo de quebrar o encanto. Esse pode ser um benefício dessa onda de livros ateus: tornou mais aceitável fazer esse tipo de questionamento. ... [A entrevista é muito fraca e Paulos se mostra por demais simplista. Parece que nunca fez a tal pergunta para um cristão esclarecido. Eu poderia também perguntar para ele: “Você acredita mesmo nisso?” “Como prova que Deus não existe?” “Você é mesmo cético? É cético quanto ao seu ceticismo? Se não, não é cético.” Como se pode ver, as perguntas podem ser multiplicadas de ambos os lados da questão, e as coisas não podem ser resolvidas assim tão facilmente como Paulos quer. No último terço da entrevista, o repórter Jerônimo Teixeira muda o foco para discutir especificamente a matemática. Será que percebeu que o assunto “ateísmo” não rendia mais? Repito: Irreligion é um livro ilógico, pois tenta aplicar a lógica matemática aos domínios do transcendente. A ferramenta, portanto, é inapropriada. Ademais, Paulos comete erro semelhante ao de Dawkins e Hitchens: ataca um espantalho, um arremedo de religião, um estereótipo alimentado pela mente fundamentalista dos anti-religiosos. Mas parece que os ateus têm mais direito que os teístas de falar de religião nas páginas amarelas... - Michelson Borges]. Concordo com o Michelson. Como continuação cabível deste artigo, BREVEMENTE ESTAREI EXPONDO AS CONTRA-ARGUMENTAÇÕES DO MATEMÁTICO JOHN ALLEN PAULOS, DO SEU LIVRO ´IRRELIGION´, e as do famoso ateu norte-americano, Sam Harris, que escreveu um livro desafiador, intitulado "Carta A Uma Nação Cristã", e refutando-as. Aguarde!Fonte: CriacionismoEm Cristo Jesus,Pr. Artur Eduardo
Postado por Artur Eduardo às 19:21 1 comentários

ESTUDOS MOSTRAM COMO ESTA A RELIOSIDADE DOS JOVENS BRASILEIROS



ESTUDO REVELA COMO ANDA A ESPIRITUALIDADE DOS JOVENS, NO BRASIL: FÉ ESTÁ EM ALTA; RELIGIÃO, EM BAIXA....


O jovem brasileiro dá mais valor à fé do que às igrejas. Ele escolhe professar uma determinada religião por iniciativa própria, não por orientação familiar ou costume. E tem uma relação de intimidade com Deus, sem o temor e a distância tão presentes nas gerações anteriores. Essas são as principais tendências observadas por respeitados especialistas do País, comprovadas por estudos recentes - ainda inéditos e aos quais ISTOÉ teve acesso. Esses estudos revelam que o perfil religioso da população está sofrendo alterações significativas e definitivas. Mais: isso ocorre acima de tudo por conta da atitude religiosa manifestada pela juventude do que pela filiação dela a qualquer religião.
Evangélicos, Thiago de Lima e Fernanda Freire seguem os preceitos de sua igreja com alegria e convicção.Um dos dados mais reveladores é o da pesquisa do teólogo Jorge Claudio Ribeiro, da Pontifícia Universidade Católica (PUC)), de São Paulo. Ele ouviu 520 universitários de 17 a 25 anos e, com os resultados, acaba de concluir o livro Religiosidade jovem, ainda na esteira do lançamento. No estudo, a categoria "jovens sem religião" soma 32% dos entrevistados - um percentual infinitamente superior aos números do censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que indicam 7,3% da população. Desse total, 12,2% se dizem agnósticos ou ateus e 19,8%, crentes sem religião.
(...)
O estudo denominado Juventude, religião e política na Baixada Fluminense levantou, entre outras questões, o que jovens católicos e evangélicos freqüentadores de igrejas da Baixada Fluminense pensam sobre o sexo antes do casamento. Apresentado em um congresso em Birminghan (Inglaterra) e ainda inédito no Brasil, ele mostra que, entre as mil pessoas ouvidas, os evangélicos são mais conservadores - 88,9% são contrários à prática. Seguidora da doutrina batista, a paulista Fernanda Almeida Freire, 17 anos, afirma que pretende se iniciar sexualmente apenas depois de trocar alianças. A adolescente, que se converteu aos 12 anos por vontade própria, vai à igreja todo final de semana, faz parte de dois ministérios e já preteriu uma viagem à Disney por um acampamento de jovens de sua crença. "Leio a Bíblia e acredito no que está escrito. Por isso, sigo os ensinamentos do Senhor", diz ela.
Estudo diz que pais são mais católicos que seus filhos.
Hormônios domados e muita conversaEquilibrar as orientações religiosas e os hormônios à flor da pele é uma busca diária do carioca David Bessa (foto, abaixo), 23 anos. Consultor de uma importadora de cervejas e freqüentador da igreja Bola de Neve, ele convenceu a noiva a abdicar da vida sexual que tinham em nome da fé. "Percebo que estamos acabando com os problemas pela conversa, em vez de tentar resolvê-los na cama", conta ele, que é contra a legalização do aborto. Pentecostais como David são os menos favoráveis à descriminalização do aborto, segundo a pesquisa Perfil da Juventude Brasileira (12%).
Entre os católicos, pontua Silvia, a identidade religiosa está se dissociando de uma necessária obediência doutrinal. Reflexo, em parte, da crise moral pela qual a Igreja Católica passa por reafirmar tradições antigas e não avançar no discurso em relação a novos desafios da modernidade, como célula- tronco, pílula anticoncepcional e uso de preservativo. "O papa esteve no Brasil e veio falar em castidade. Intrometer- se na vida sexual do jovem é um pouco demais! O catolicismo está há décadas de distância da prática real", reclama o teólogo Ribeiro.
Em suas pesquisas com universitários, ele verificou que os pais de seus entrevistados eram mais católicos que os filhos. Enquanto 42,5% dos jovens se diziam católicos, 57,7% dos pais e 60,6% das mães afirmaram o mesmo. Essa crise na transferência geracional da fé, no entanto, não faz do ateísmo (a negação de Deus) o grande beneficiado. São os crentes sem religião que crescem: 19,8% dos entrevistados estão nessa categoria, enquanto pais e mães somam 12,3% e 6,7%, respectivamente.
Fonte: Isto É
Em Cristo Jesus,
Pr. Artur Eduardo
Postado por Artur Eduardo às 20:27 0 comentários

NOTICIAS DA POLITICA E SEUS ATRAPALHO SOCIAIS


O GOVERNO EXPÕE SEU DESPREPARO QUANDO TENTA MINIMIZAR MOBILIZAÇÕES NACIONAIS CONTRA ´LEI DA MORDAÇA-GAY´ E REVERBERA DISCURSOS MINIMALISTAS DE ALGUNS DOS SEUS MAIS PROEMINENTES REPRESENTANTESU


ma avalanche de ligações para o serviço de atendimento "Alô Senado" rejeitando o PLC 122/06, durante um ano, levou a direção do Senado a fazer um levantamento nacional pelo seu instituto de pesquisa, o DataSenado, para ter um termômetro próprio sobre o assunto e tentar minimizar a mobilização daqueles que tentam se fazer ouvir pelos senadores da República de forma democrática.Nos últimos 12 meses, o Alô Senado recebeu 140 mil ligações de pessoas se manifestando sobre esse assunto, número recorde nos últimos cinco anos. Do total de ligações e mensagens eletrônicas enviadas, 73% se manifestaram contrários ao projeto de lei e só 13% defenderam. Essa movimentação dos grupos de pressão aconteceu depois que o projeto, que já foi aprovado na Câmara, chegou ao Senado.O senador Magno Malta, presidente interino do Congresso, recebeu os manifestantes evangélicos que foram nesta quinta (25/06) à Brasília, entregar um manifesto contra o PLC 122/06. Líderes cristãos de todo o Brasil pedem a não aprovação da lei, uma vez que entendem que a mesma provocará convulsões sociais irreversíveis no país. Mas o levantamento feito pelo DataSenado entre 1122 pessoas, nos dias 6 e 16 de junho - exatamente depois da Parada do Orgulho Gay que pedia a criminalização da homofobia (no dia 25/05) - mostra o contrário: 70% dos entrevistados concordaram com a aprovação da lei que pune atos de discriminação ou preconceito contra os homossexuaisOcorre que a pesquisa do DataSenado não se preocupou em questionar os artigos que estão trazendo polêmica entre os grupos religiosos. Apenas duas perguntas foram feitas: “Você tomou conhecimento do projeto? Você concorda ou discorda que a discriminação seja crime?”Apenas 26% desses entrevistados mostraram discordância. Nessa mesma pesquisa, 69% disseram que tinham conhecimento do projeto e 30% desconheciam a proposta. A margem de erro é de 3%. Importante lembrar que tomar conhecimento é o mesmo que ouvir falar. Até porque o levantamento não se preocupou em saber se de fato os entrevistados conheciam o teor do projeto.
Foto da manifestação, do dia 25/06, contrária ao PLC 122/06, a chamada "lei da mordaça-gay", em tramitação no Senado. A Câmara dos Deputados já aprovou o projeto.Mídia divulga pesquisa alternativaSegundo reportagem do jornal “O Globo”, “havia um temor dos próprios senadores de que o resultado da votação do projeto pudesse ser influenciado por uma pressão de caráter religioso. Por isso, a decisão de fazer um levantamento com amostragem nacional. O DataSenado já existe desde 2005 e faz pesquisas para orientar os parlamentares sobre a opinião da população sobre temas determinados.”“Estava havendo uma irracionalidade no debate. Havia uma forte pressão religiosa sobre o tema. Por isso, é importante esse tipo de pesquisa para ajudar a revelar como pensa a sociedade brasileira sobre o assunto”, defendeu a líder do PT no Senado, Ideli Salvati (SC), que luta pela aprovação do PLC 122/06.Coincidentemente, o levantamento do DataSenado foi divulgado na semana da manifestação programada pelos que contestam o PLC 122/06 em frente ao Congresso Nacional.O “Alô Senado” foi criado para ouvir a população brasileira sobre os projetos de lei que estão sendo discutidos entre os senadores. Quem telefona para lá já tem um conhecimento mínimo sobre o assunto e se manifesta justamente porque sabe das conseqüências que uma lei terá sobre o seu dia-a-dia.Fontes: O Verbo, Folha On-line, EstadãoNOTA: No mínimo é estranho autoridades do PT, como a deputada Ideli Salvati (SC), líder do partido no Senado, afirmarem que há "uma irracionalidade no debate" e, na mesma frase, dizerem que o tema "sofre pressão religiosa". O que a deputada está insinuando é que a discussão, qualquer que seja ela, que envolva particularidade religiosas é, em última análise, "irracional". O papelão do governo, em minimizar as milhares de ligações para o "Alô Senado", desrespeitando o estado democrático de direito é o que, então? "Racionalidade"? Estas assertivas pressuposicionalmente discriminatórias já estão passando dos limites. Este tipo de parlamentar, pelo que demonstra em seus próprios atos, é nocivo para o Brasil. É ambíguo, não raciocina direito, contesta o preconceito ´preconceituosamente´. Denigre e minimiza as implicações religiosas em um país onde 96% de sua população é religiosa. Até quando a sociedade aceitará calada e passivamente a imposição de formas de pensar que agridem abertamente a vontade das maiorias? Até quando ficaremos inertes, observando discursos de gente que não tem preparo sequer para ser presidente de liga de dominó, mas que está à frente de questões tão amplas e sérias, de comoção nacional, despejando na imprensa minimalismos que - o que é pior - são ovacionados desmedidamente pelo afã de alguns que impõem uma cultura de terror inexistente em nossa terra, como se já não tivéssesmos terrores reais e concretos com os quais deveríamos nos preocupar.Em Cristo Jesus,Pr. Artur Eduardo
Postado por Artur Eduardo às 20:01 1 comentários

PARABENS UMADAL DE CASA CAIADA - (ASSEMBLEIA DE DEUS CONV.ABREU E LIMA)

Nos que fazenos parte da Igreja Evangelica Pentecostal a Voz de Cristo, gostariamos de parabenizar esta UMADAL Abençoada e desejar muita benção de Deus sobre a vida desses jovens, que Deus firme cada um de voces mais em mais na igreja, trabalhando ativamente para a melhoria e crescimento da obra de Deus. Gostariamos em especial de estender o nosso abraço ao Pr. Paulo Filho e a liderança dessa Juventude,parabenizamos pela organização e pelas benção de Deus manifestadas nesses dias,esperando desde ja que no proximo ano possamos ter uma festa igual ou melhor que essa.
Esperamos tambem manter e melhorar nossos laços de amizade e de parcerias na obra de Deus, mesmo por que trabalhamos por algo muito maior do que placa de igreja, trabalhamos pela gloria da obra de Deus, e a cada dia cresce mais a nescessidade de trabalharmos juntos.
Esses são os nosso votos em nove de Jesus Cristo Amem!

quarta-feira, 16 de julho de 2008

NOTICIAS DO CAMPO MISSIONARIO - OREMOS PELOS MISSIONARIOS


É IMPLACÁVEL A PERSEGUIÇÃO AOS CRISTÃOS AO REDOR DO MUNDO....

IrãUm casal cristão recém-convertido ao Evangelho foi preso e submetido à tortura física e mental. Além disso, as autoridades os impediram de ficar com a filha de quatro anos que está enferma e a deixaram sem atendimento e sem tratamento, para colocá-la em uma instituição infantil.Tina Rad, de 28 anos, foi acusada de “atividades contra a santa religião do islã” por ler a Bíblia com muçulmanos em sua casa, em Teerã. Seu esposo, de 31 anos, Makan Arya, foi acusado de “ameaça à segurança nacional” por permitir leituras bíblicas em seu apartamento e por freqüentar uma igreja doméstica.O casal recebera Cristo como salvador há cerca de três meses antes de ser presos no último dia 3 de junho. Durante anos, as igrejas domésticas sofrem pressão, especialmente os muçulmanos convertidos ao cristianismo. “Qualquer um que se declarar cristão corre risco”, diz Michael Escher, correspondente da Portas Abertas no Oriente Médio. “A maioria dos cristãos tem medo e raramente admite publicamente se algo lhe acontecer. Mas aconteceram várias prisões nos últimos meses.”De acordo com uma fonte local, as autoridades mantiveram o casal em um local desconhecido por quatro dias e o espancou. Tina está “muito doente” e não pode falar. O casal foi liberado depois de pagar uma fiança e só depois de serem forçados a assinar uma declaração dizendo que não voltariam a freqüentar a igreja doméstica e que não manteriam mais nenhum contato com outros cristãos.“Larguem Jesus” “Se vocês não largarem esse tal de Jesus, a próxima acusação será de apostasia”, disse uma policial para Tina durante o interrogatório, segundo a fonte. De acordo com as leis islâmicas iranianas, os muçulmanos que se convertem a outra religião podem ser condenados à morte.Um projeto de lei que corre no parlamento iraniano pode transformar a pena de morte mandatória para os apóstatas, ou seja, para todo aquele que deixa o islamismo ( leia mais sobre esse assunto).O casal foi preso depois que um parente de Makan informou a polícia sobre suas atividades cristãs. Segundo um amigo, os policiais confiscaram o computador, a antena parabólica e o aparelho de televisão do casal, além de todos os livros, CDs, DVDs e, até mesmo, um álbum de fotografias.Hostilidade da família O casal também sofre com as hostilidades por parte da família e dos vizinhos muçulmanos. Makan só obteve ajuda financeira do pai depois de prometer se divorciar da esposa. “Ele fez a promessa e agora se nega a cumprir, claro”, diz a fonte. “O pai lhe deu um ultimato.”Além da hostilidade dentro da família, “quase toda a rua sabe que eles são cristãos, então imaginem como é difícil para os negócios”, diz a fonte.Depois de ser liberado, o casal descobriu que a vitrine de sua loja de roupas havia sido quebrada. Eles receberam uma carta dizendo que se não deixassem claro na nova vitrine que abraçam a fé islâmica, por meio de frases e fotos, teriam que comprar novos vidros para a vitrine todos os dias. A polícia se recusa a protegê-los. O casal quer se mudar.Em relação à situação no Irã, Michael Escher acrescenta: “Aqueles que se convertem ao cristianismo ficam, normalmente, muito entusiasmados com a nova fé; e às vezes, falam sobre isso abertamente com seus amigos e família, o que resulta em muita pressão por parte das pessoas mais próximas."."O governo islâmico condena os muçulmanos que se convertem ao cristianismo”, diz Michael. “De acordo com os radicais iranianos, o convertido é um traidor da família, do país e da fé. Quando um cristão se torna mais ativo em sua nova fé, fica claro que ele se converteu e o Estado interfere. Isso acontece com regularidade. Muitos ex-muçulmanos vivem sob pressão e intimidação, alguns por mais tempo do que outros.”.ÍndiaAs missionárias da Gospel for Asia (GFA), Saphala Nanda e Rajata Jayaselvan, conduziam um grupo de oração formado por cinco mulheres quando a polícia apareceu. Os oficiais interromperam a oração e começaram a fazer perguntas para as duas missionárias.A polícia queria saber onde elas viviam e as interrogou sobre suas famílias e grau de escolaridade. Os oficiais também quiseram saber quais eram as intenções delas no distrito de Tamil Nadu, na Índia. "Vocês vieram pregar o Evangelho e converter as pessoas?", sugeriu um policial.“Sim, nós viemos pregar as boas novas", disse Saphala, que é diretora da Associação de Mulheres da GFA para aquela área. "Mas a escolha de aceitar ou rejeitar o Evangelho é livre para as pessoas. Nós não estamos forçando ninguém", complementou.O interrogatório durou durante quase uma hora. As pessoas da aldeia que conheciam Saphala e Rajata tentaram intervir, mas a polícia não permitiu. Depois de uma série de perguntas, a polícia finalmente foi embora. Depois disso, as missionárias descobriram que alguns residentes da área tinham dado queixa delas à polícia e as acusaram de forçar as pessoas a se converterem ao cristianismo.Leis anticonversãoTamil Nadu promulgou uma lei anticonversão em 2002. A lei especificamente proibiu conversões religiosas "por força, fascinação ou meios fraudulentos", mas nunca definiu quais eram essas condições. Muitos indianos concordam com as leis de anticonversão, porque acreditam que a introdução do cristianismo na sociedade hindu gera perturbações sociais e torna difícil de manter a ordem local.Essa lei de anticonversão foi revogada em 2004, mas quando a revogação foi anunciada, os meios de comunicação indianos incitaram parlamentares de Nadu a trabalharem para retomá-la. Em Tamil Nadu vivem mais de 65 milhões de pessoas. Destas cerca de 5% são cristãos (Algo em torno de 3.2500.00 pessoas. Grifo nosso). Apesar da situação, Saphala e Rajata não pretendem abandonar o trabalho delas em Tamil Nadu. Elas já disseram ao líder do distrito que não têm medo da oposição e que a única meta delas é falar sobre Jesus. Elas pedem que os cristãos ao redor do mundo se unam jejuando e orando pelas pessoas de Tamil Nadu para que possam conhecer Cristo e para que Deus os proteja de quaisquer danos ao seu ministério.ArgéliaDois argelinos convertidos ao cristianismo foram condenados nesta quarta. A pena foi de seis meses de prisão com sursis e multa equivalente a mil euros. A acusação foi de proselitismo. A lei considera como proselitismo qualquer tentativa de convencer um muçulmano a se converter a outra religião. Os dois tinham em seu poder exemplares da Bíblia e CD-ROMs de conteúdo religioso.Muitos outros argelinos estão sendo processados, entre eles Habiba Kouider, uma mulher acusada de praticar um culto não-muçulmano sem autorização, para quem os promotores pedem pena de três anos de prisão.Fontes: Olhares AEIOU, Criacionismo, Portas AbertasNOTA: Oremos, mesmo, pelos cristãos que estão agonizando por causa de sua fé, no mundo. O silêncio de agências internacionais, principalmente a serviço da ONU, não é nenhuma novidade. São seres humanos que estão sendo detratados, vituperados em seus direitos, hostilizados até pelos seus familiares por causa de sua fé. Não são ladrões, ou terroristas, ou assassinos... mas cristãos, que estão até morrendo para não negarem sua fé em Cristo. O mundo islâmico precisa acordar para o diálogo inter-religioso. Precisa abrir suas portas pacificamente. E se você pensa que os cristãos sofrem porque são os que mais evangelizam em terra ´alheia´, engana-se. O islã é a religião que mais cresce no mundo, atualmente, porque introjeta grupos inteiros nas sociedades com costumes não islâmicos para que haja uma onda de conversões religiosas. O Ocidente sabe disto há tempos, mas finge que não vê. Estão em faculdades, escolas diversas, ocupando cargos como editores chefes em jornais de grande circulação, selecionando matérias e, parcialmente, apresentando notícas sempre com a ótica de defesa de sua religião. Isto acontece direto no Ocidente e eles, mais do que nós mesmos, bem sabem que estamos abertos à discussão religiosa. Contudo, o jogo não é jogado com as mesmas regras. Enquanto invadem o Ocidente com seu proselitismo extraordinariamente exacerbado, ao ponto de fazerem passeatam em países ocidentais com frases de efeito como "Preparem-se para o verdadeiro holocausto" (como na foto, à esq., numa manifestação na Inglaterra), os cristãos são torturados e mortos no Oriente, em vários países islâmicos e na Índia, acusados até de "ameaça à segurança nacional". Oremos pelos irmãos que padecem ao redor do mundo.Em Cristo Jesus,Pr. Artur Eduardo
Postado por Artur Eduardo às 19:48 0 comentários

Há ainda quem ache que ´vai tudo bem´ em São Paulo

RESPOSTAS AS SUSPOSTAS CONTRADIÇÕES BÍBLICAS


RESPOSTAS A VÁRIAS SUPOSTAS CONTRADIÇÕES DA BÍBLIA. ACOMPANHE-AS, TENDO ACESSO TAMBÉM A FOTOS E GRÁFICOS EM NOTAS RELACIONADAS. UM SUPLEMENTO VALIOSO DE INFORMAÇÃO! BOA LEITURA!!


[Fragmento da Septuaginta. Séc. I d.C. À propósito, os "Manuscritos do Mar Morto", achados em 1947 em Qumram, demitificaram a idéia oriunda da Alta Crítica Bíblica de que as cópias que existiam do A.T. haviam sido adulteradas pela Igreja, ao longo da Era Cristã. As diferenças entre os textos do Mar Morto e as cópias mais antigas que tinha-se emmãos (de 900 d.C.) mostraram que não houve adulterações. O valor da descoberta de manuscritos antigos é sem precedentes para a Arqueologia Bíblica.]O trabalho apologético cristão está ficando cada vez mais necessário, atualmente. As confrontações à consciência cristã transcendem meras discordâncias de ponto de vista. Ataca-se, hoje, a essência da crença cristã: A Bíblia. É por isso que discordo do pensamento que valoriza demais a experiência mística, em detrimento do que conhecemos, e consequentemente cremos, por meio da fé. Ora, mas a "fé vem pelo ouvir, e ouvir a Palavra de Deus". (Rm. 10:17). Esta Palavra, portanto, está revelada no que conhecemos hoje como as Sagradas Escrituras. Todo tipo de pensamento, portanto, que vitupera a verdade do que ali está contido, fere a essência da crença cristã. O diálogo inter e transreligioso procura, em nome da tolerância, sufocar ou tornar periférico esta premissa da fé e prática cristãs. Logo, o conhecimento e a defesa da Palavra de Deus, a Bíblia sagrada, é de vital importância para a permanência do cristianismo, com a sua essência intocada.É justamente por causa do desconhecimento, ou melhor, da falta de intimidade com a Palavra de Deus, que vemos tantas aberrações no ocidental pós cristão. Recentemente, em uma lista de discussão, alguém apresentou algumas supostas contradições da Bíblia. Estas, por mais simples ou complexas que possam parecer, devem ter sua motivação compreendida pela Igreja Cristã, não apenas como o reflexo histórico de tentativas de se tentar perscrutar o símbolo e o veículo mais poderoso da fé cristã, mas como sinal de uma era, a era da apatia, da insegurança, da descrença, do relativismo, do paradoxal, do ilógico. Coloquei, aqui no blog, estas perguntas e as suas respostas, por dois motivos: O primeiro é uma tentativa de fazer com que os leitores percebam as implicações do que disse, transcendendo qualquer tipo de surpresa por causa de meras dúvidas. O segundo é tentar inspirar o quantos puder a terem uma reação pró-ativa em relação ao seu papel como cristãos em uma sociedade cada vez menos cristã. Que a Palavra de Cristo, portanto, inunde nossos corações; e que estes estejam sempre certos de que a mesma é infalível, inerrante e tem as respostas que o homem precisa, independentemente das épocas pelas quais passe.
A seguir, as "contradições" bíblicas, em negrito. Abaixo, algumas ilustrações com eventuais notas e, em vermelho, algumas respostas:
- Os Gigantes existiam antes da inundação (Gênesis 6:4). Somente Noé, sua família, e os animais da Arca sobreviveram à inundação (Gênesis 7:23).- Mesmo depois da Inundação os gigantes continuaram existindo (Números 13:33).


[Pegadas encontradas no leito do rio Paluxy, perto de Green Rose, Texas (EUA). A pegada, em questão, mede 58 cm. Ao lado, uma pegada de um dinossauro. Supõe-se que, se a pegada for de um ser humano, o mesmo deveria medir 3,97 metros de altura. (A petrificação do leito do rio foi datada de fins Era Mesozóica, ceca 140 milhões de anos [sic]. Fonte: http://www.geocities.com/ CollegePark/Field/8825/gigantes.htm]
A Bíblia diz isso também. Se você ler Gn. 6:4, verá que está escrito assim: "Ora, naquele tempo havia gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus possuíram as filhas dos homens, as quais lhes deram filhos; estes foram valentes, varões de renome, na antiguidade.". A ótica do escritor é enfatizar o dilúvio (contexto). Se é assim, o termo "naquele tempo" refere-se ao período pré-diluviano. O advérbio "achar", portanto, significando "depois" deve-se referir ao período pós-diluviano. Logo, o autor deixa claro que houve gigantes antes e depois de dilúvio.
- Toda a terra tinha uma só língua e as mesmas palavras, até que Deus criou vários idiomas diferentes, fazendo com que ninguém entendesse um ao outro (Gênesis 11:1,6-9).- Anterior a isto, a Bíblia fala de diversas nações, cada um com sua própria língua (Gênesis 10:5).
O relato de Gênesis, assim como de vários outros livros da Bíblia, não é exatamente todo cronológico. Ver a Escritura assim é um erro. Observe que, em Gn. 10, o autor sagrado está falando da descendência dos filhos de Noé. Foi entre esta descendência que houve a construção da torre de Babel. A tradição aponta para Nimrode como o articulador de tal construção. Esta é a tradição semítica antiga. Observe que Nimrode está expresso no vers. 9, do cap. 10. O capítulo 11 é uma relato pormenorizado de como se deu a divisão das línguas, entende? Você não deve observá-lo cronologicamente posterior ao 10.- Deus admitiu que Ele é a causa da surdez e da cegueira (Êxodo 4:11).- Contudo, Deus não aflige os homens por vontade própria (Lamentações 3:33).
Você não observou o contexto dos textos. Veja o texto de Jeremias, por exmplo: "O Senhor não rejeitará para sempre;32 pois, ainda que entristeça a alguém, usará de compaixão segundo a grandeza das suas misericórdias;33 porque não aflige, nem entristece de bom grado os filhos dos homens.34 Pisar debaixo dos pés a todos os presos da terra,35 perverter o direito do homem perante o Altíssimo,36 subverter ao homem no seu pleito, não o veria o Senhor?37 Quem é aquele que diz, e assim acontece, quando o Senhor o não mande? 38 Acaso, não procede do Altíssimo tanto o mal como o bem?". O texto é um hino à misericórdia e, ao mesmo tempo, à soberania divina. Contudo, quando diz-se que Deus "fez" o surdo ou o mudo é porque o fez indiretamente. Há algo chamado de "mal natural", e aí se encontram os defeitos congênitos. Se Deus é o Criador e o provedor da vida, ele, em última análise, "fez" todas as coisas. Mas Deus não faz o pecado, por exemplo. Isto acontece com o arbítrio humano. No caso doa males natuarais, não. Não é errado você dizer que provém do Senhor Deus. Errado, porém, é você dizer que todos os males provém de Deus.- Deus envia Moisés para o egito resgatar os filhos de Israel (Êxodo 3:10. 4:19-23). - No caminho, Deus ameaçou Moisés de morte. Não proveu de explicação (Êxodo 4:24-26).
[Impressionante imagem encontrada na tumba de Khnumhotep II (séc. XIX a.C.). Nela pode-se ver claramente semitas barbados em procissão, sendo guiados por egípcios (de pele mais escura). A data desta pintura coincide historicamente com a data do da entrada dos israelistas, nos dias de José. Fonte: http: // paginas.terra.com.br/ religiao/jezaga/O%20Exodo.htm]
Se você observar bem o texto, verá que a o filho de Moisés não havia sido circuncidado. Zípora, a esposa de Moisés, o circuncida, pois entende que Moisés não havia feito a prática, prescrita por Deus a Abraão, talvez porque sua mulher, ismaelista, fosse contrária à mesma. Esta provável desobediência de Moisés serviu-lhe de lição. Deus não quis matar Moisés, realmente. Isto é um antropomorfismo comum na Escritura. Se Deus tivesse quisto matá-lo, mesmo, o teria feito.
- Deus mata todos os animais dos egípcios com uma forte pestilência. Nenhum sobreviveu a pestilência (Êxodo 9:3-6).- Deus mata todos os animais dos egípcios com uma chuva de granizo (Mas eles já não haviam morrido com a pestilência?) (Êxodo 9:19-21,25).
Duas considerações importantes: A primeira é que o rebanho a que se refere o primeiro texto, pode ser apenas de ovelhas e cabras, enquanto o segundo, gado. A segunda, refere-se às generalizações. Quando digo que "o jeitinho brasileiro é ruim", não estou dizendo que todos os brasileiros tem tal jeitinho, mas que muitos, a maioria o tem. Generalizações são comuns, inclusive em nossa linguagem, e servem para ressaltar a mensagem que estamos tentando transmitir. Não há problema algum nisto.
- Deus não foi conhecido por Abraão, Isaac e Jacó pelo nome de Javé (Êxodo 6:2-3).- O nome do Senhor já era conhecido (Gênesis 4:26).
[O Chamado "Tetragrama Sagrado", com os símbolos vocálicos massoréticos. Da dir. para a esq. (como lêem os israelitas), leia-se: "YHWH". Os massoretas, eruditos judeus do século IV d.C., utilizaram símbolos vocálicos para que o nome fosse pronunciável. As "vogais" foram as da palavra "Adonai" ("Senhor", em hebraico). Assim, temos uma palavra híbrida, que deveria ser entendida assim: YaHoWaH. Não era para ser pronunciado "Yahowah", mas o leitor quando se deparasse com a mesma, no texto sagrado, saberia que era o nome impronunciável de Deus. Contudo, com o passar do tempo, a palavra começou a ser escritoa "YAHOWAH", depois "YEHOWAH", e por fim "JEOVAH" ou "JAVÉ". Este não é o nome de Deus. É um híbrido que foi copiado errado, pelos cristãos, e mal entendido como sendo um nome próprio, erroneamente.]
Outras duas considerações importantes: A primeira, é que o "nome" de Deus pode ter sido esquecido desde os dias de Enos (neto de Adão), aos dias de Abraão. A segunda, que para mim parece ser a mais correta, é que a palavra traduzida por "nome" em Gn. 4:26, seria melhor traduzido por "fama" ou "glória". O "nome" do Senhor, aqui, é sinônimo de "fama" do Senhor, ou o conhecimento de Deus, que ficou conhecido desde o início da religião, como demonstrado em Gn. 4:26. Em Êxodo, Deus diz especificamente que não fora conhecido pelo seu nome, que não é "Javé", mas "JHWH", o tetragrama sagrado. Javé, Jeová, Ieová, são imperfeições oriundas de um mal entendido feito pelos escribas cristãos do primeiro milênio de nossa era, em frutos de uma leitura errada da LXX (Septuaginta).
- Deus proibe que seja feito a escultura de qualquer ser (Êxodo 20:4).- Deus ordenou a fabricação de estátuas de ouro (Êxodo 25:18).
[Representação artística de um "querubim". Objeto "do" culto e não "de" culto, o querubim é revelado em Ezequiel 1:5-10 e 10:12-15. Compare as referências. Veja que o "boi", da primeira, é trocado por "querubi", na segunda. Talvez a melhor tradução para a palavra seja, de fato, "boi alado", do assírio semítico antigo, "kirub". Fonte da foto: http://www.jesusnet.org.br/tabernaculo/sdsantos.htm]
A ordenança de Deus nos textos não é contraditória. Deus proibiu a idolatria, no primeiro texto que você apresentou. No segundo, os objetos não eram de culto, mas do culto. Faziam parte do culto, mas, em hipótese alguma, poderiam ser adorados.
- Proibição do assassinato (Êxodo 20:13).- Deus manda Moisés matar todos os homens de Madiã (Números 31:7).
A palavra em Êxodo é "ratasch" (assassinar), e em Números é "harag", que pode ser destruir. Isto, porque em Números, as mortes acontecem numa guerra e, pelo contexto, entendemos que a destruíção dos midianitas se deu pelo juízo divino.
- Proibição do roubo (Êxodo 20:15).- Deus manda roubar os egípcios (Êxodo 3:21-22).
Houve um equívoco, aqui: Deus não mandou roubar os egípcios!
- Proibição da mentira (Êxodo 20:16).- Deus permite a mentira (I Reis 22:22)- Deus não pode mentir (Números 23:19) - Deus deliberadamente enviou um "espírito" mentiroso (I Reis 22:20-30) (II Crônicas 18:19-22). - Deus faz pessoas acreditarem em mentiras (II Tessalonicenses 2:11-12). - O Senhor engana os profetas (Ezequiel 14:9).
Este é um texto curioso, realmente. O contexto, como sempre, não pode ser negligenciado. Observe que Acabe manda chamar o profeta Micaías e este, por sua vez, afirma o que vira. Deus permitiu a mentira (daquele espírito na boca dos profetas de Baal), pois queria desmascará-los. Note que o Senhor Deus permitiu que Micaías visse aquela "reunião secreta", na qual o profeta teve todo o vislumbre necessário para que pudesse ser uma testemunha fiel de que os profetas de Baal não falavam a verdade, quando diziam que o rei seria vitorioso na guerra. Se Deus não quisesse que ninguém visse o que acontecia, ninguém teria visto coisa alguma. A ação descritra em Tessalonicenses é indireta. Deus "lhes manda a operação do erro", por que, observe, os homens "se deleitaram na mentira" (vs. 12), no engano e rebeldia contra Deus. A "ação" de Deus é sua permissão: a permissão da operação do erro para homens que já são classificados como réprobos.
- Aarão morreu no monte Hor. Imediatamente depois disso, os israelitas foram para Salmona e Finon (Números 33:38).- Aarão morreu em Mosera. Depois disso, os isralelitas foram para Gadgad e Jetebata (Deuteronômio 10:6-7).- Deus diz a Moisés que Aarão morreu no monte Hor (Deuteronômio 32:50).
Apesar destas regiões serem pouco conhecidas atualmente, sabe-se que o monte Hor ficava na região de Mosera (um monte menor - Hor - sobre outro maior, no qual ficava a região de Mosera). Não há contradição. Os destinos subsequentes não precisam ser "imediatos". Houve destinos "mediatos".
- Nós temos que amar Deus (Deuteronômio 6:5) (Mateus 22:37).- Nós temos que temer Deus (Deuteronômio 6:13) (I Pedro 2:17).
Não há amor a Deus sem a devida reverência, pelo que Ele é.

- Deus escreveu nas tábuas as dez palavras da aliança (Deuteronômio 10:1-2,4).- Deus ditou e Moisés escreveu (Êxodo 34:27-28).
[Deus escrevera sobrenaturalmente as primeiras tábuas da Lei. Moisés as quebrou quando desceu do Monte do Senhor e viu os israelitas adorando o bezerro de ouro. Foto do filme "Os Dez Mandamentos", que registra esta cena em particular.]
As pedras que Moisés lavrou, e sobre o que Moisés escreveu as palavras ditadas por Deus foram as segundas tábuas da Lei, pois as primeiras haviam sido destruídas quando Moisés desceu do Monte Sinai. Observe que, no texto de Deuteronômio, Deus 10:1, Deus manda Moisés lavrar duas pedras "como as primeiras" (as primeiras foram lavradas pelo próprio Deus).Em Cristo Jesus,Pr. Artur Eduardo
Postado por Artur Eduardo às 15:39 1 comentários

Relações perigosas

UMA HOMENAGEM AO NOSSO PASTOR PRESIDENTE JOÃO EVANGELISTA DE SOUZA



Amados irmãos e amigos que nos visitam nesse blog, e com muita satisfação que desejamos falar do nosso Pr. João, pois tem cido um homem que Deus tem usado de uma forma grandiosa para abençoar a nossa igreja, um pessoa integra, honesta, paciente, calmo e em muitos casos um pai pra muitos de nós suas ovelhas. Agradeçemos a Deus por nos dar um pastor como ele que ate hoje tem buscado fazer a vontade de Deus e que não tem medo de pregar a verdade do evangelho e dos desafios da obra de Deus. Nós como ovelhas que conhecemos nosso pastor devemos pedir a Deus que nos faça ser mais obedientes e que nos una para juntos ajudarmos a obra de Deus a crecer em graça e conhecimento, e ajudar na dificil tarefa de nosso pastor que tem cido cuidar dessas ovelhas e conduzir esse rebanho ao céu com Jesus Cristo. Pastor obrigado por tudo e que Deus continue usando o Senhor poderosamente para abençoar nossa igreja.
IGREJA EVANGELICA PENTECOSTAL A VOZ DE CRISTO
OBRIGADO PR. JOÃO EVANGELISTA

terça-feira, 15 de julho de 2008

1 CONFERENCIA MISSIONARIA DA IGREJA CONGREGACIONAL EM JARDIM FRAGOSO



A Igreja Evangelica Congregacional em Jardim Fragoso estará nos dias 29,30 e 31 de agosto realizando sua"I CONFERENCIA MISSIONARIA",tres dias muito especiais e inperdiveis falando sobre algo de estrema importancia para a igreja de Jesus Cristo que e Missões, e voce e o nosso convidado para estar junto conosco sendo abençoado e tambem abrnçoando a obra de Deus, com sua oração, presença e uma boa aferta para o campo missionario. Seja voce tambem um parceiro nesta obra e ajude a fazer discipulos de todas as nações e a abençoar as vidas nos confins da terra. Contaremos nesta oportunidade com grupos convidades, e com preletores abençoados que estarão pregando poderosamente a palavra de Deus,estaremos lhe aguardando de braços abertos para nos alegramos no Senhor de uma forma especial e renovadora.
Pra voce que deseja saber mais desta conferencia e como ajudar esta obra entre em contato com:
  • Miss. Rita - 32324519/88336028
  • Pr. Jorge - 88261797
  • Ir. Jorge jr - 88684569

CONTAMOS COM VOCE!

segunda-feira, 14 de julho de 2008

O RETRATO DA DECADÊNCIA ESPIRITUAL NA HOLANDA: SÓ 20% DOS NOVE MILHÕES DE CRENTES DAQUELE PAÍS VÃO APENAS UMA VEZ À IGREJA, SEMANALMENTE. RESULTADO: E


Está em curso um movimento maciço de fechamento de igrejas na Holanda. Nos próximos dez anos um quarto das igrejas e monastérios desaparecerão. De acordo com informações do site Mannna-Vandaag (http://www.manna-vandaag.nl/) estima-se que 1200 das 4000 igrejas e 130 dos 150 monastérios do país fechem as portas.
Um simpósio realizado na semana passada na cidade holandesa de Utrecht, que contou com a participação de autoridades governamentais e políticos, discutiu o futuro desses locais que abrigam cerca de 200 mil objetos de arte.
As informações surgiram dias depois da divulgação de estatísticas oficiais dos Países Baixos dando conta que só 20% dos nove milhões de crentes holandeses vão pelo menos uma vez por semana a uma igreja, mesquita ou outro ajuntamento religioso.
Dos três grupos principais de crentes, católicos romanos, protestantes e muçulmanos, os protestantes são mais "fiéis", segundo o relatório. Quase um terço deles freqüenta a igreja pelo menos uma vez por semana.
Só 27% dos muçulmanos holandeses vão à mesquita todas as semanas. Católicos são os menos entusiásticos, com aparentemente só 7% indo à missa no domingo. Cerca de 57% disseram que nunca ou raramente vão a uma missa dominical.
Fonte: VINACC
NOTA: O secularismo holandês é notório. As implicações sócio-culturais já se fazem observar: em nome de um multiculturalismo que denigre o passado cristão daquele país, a Holanda é hoje conhecida como "bordel da Europa", "boca de fumo européia", "paraíso da prostituição" etc. Há uma luta silenciosa para se conter o avanço exacerbado da amoralidade, que crassa o país, mas sem sucesso. E a Igreja, "coluna e baluarte da verdade", cambaleia pela rua, como um bêbado (Isaías 59). O resultado do esfriamento e da impenitência: crentes exclusivamente "domingueiros", e completamente sem qualquer tipo de vida espiritual. Ore por missões naquele país.Em Cristo Jesus,Pr. Artur Eduardo
Postado por Artur Eduardo às 10:21 0 comentários
Domingo, 29 de Junho de 2008

Novo artigo do ´G1´ tenta ser ´politicamente correto´,

HOMOSSEXUAL NORTE-AMERICANO ESTÁ PROCESSANDO, EM 70 MILHÕES DE DOLARES, AS MAIORES EDITORAS DE BÍBLIAS DOS ESTADOS UNIDOS POR ALEGADO"HOMOFOBIA"


Um cidadão do Michigan, EUA, está pedindo 70 milhões de dólares a duas editoras de Bíblias por transtornos emocionais e instabilidade mental que foi submetido nos últimos 20 anos devido a versões da Bíblia que indicam o homossexualismo como pecado.Segundo o USA Today, Bradley LaShawn Fowler (foto), um homossexual, alega que os seus direitos constitucionais foram violados pela Zondervan Publishing Co. e a Thomas Nelson Publishing, por terem causado dano deliberadamente aos homossexuais devido a interpretações "errôneas" da Bíblia.
Fowler indica que as mudanças feitas deliberadamente em I Coríntios 6:9 levaram a que ele "ou qualquer pessoa homossexual a ser sofrer agressões verbais, discriminação, situações de ódio e violência física... incluindo assassinato".Segundo Fowler, embora a Bíblia seja passível de múltiplas traduções, a utilização específica da palavra "homossexual" não é uma tradução mas sim uma mudança intencional refletindo uma opinião pessoal ou a conclusão de um grupo.Fonte: Sou da MissionáriaNOTA: Quais foram, exatamente, as tais "agressões" que este cidadão americano alega ter sofrido? E, por que não "processar" seus supostos agressores? Mas, as editoras da Bíblias? E por que 70 milhões de dólares? Isto cheira a puro charlatanismo. Na verdade, ele não quer dinheiro. Quer chamar a atenção para uma "causa", e esta causa é o que já viemos denunciando eu e inúmeros outros blogueiros e sites: a erradicação de quaisquer preceitos bíblico-cristãos, pelo movimento homossexual. Há uma lei no Brasil, em tramitação na Câmara Federal que, se aprovada, abrirá brechas legais para que insultos à sociedade como o deste cidadão se multipliquem. É algo maior do que uma tolerância mórbida com tais arruaceiros. É a implementação sistemática de um modelo, há muito analisado, que pretensiosamente orquestrará os momentos futuros da humanidade, levando-a a um estado de caos sócio-moral nunca antes visto. Temos alertado sobre isto há tempos. Agora, de fato e com cada vez mais notoriedade, pessoas com propósitos esdrúxulos como o deste cidadão "saem do armário" para fazerem impor suas vontades, seus devaneios. E que a sociedade majoritária esteja calada e aprovando servilmente tudo a que se propõem. Aonde está a Igreja nos EUA?..... Está apoiando Barack Hussein Obama, esquerdista confesso, um dos maiores defensores do aborto e do homossexualismo dos EUA, na atualidade. Não é à toa que o "ofendido" cidadão do artigo acima fez até um blog para o candidato estadunidense.Em Cristo Jesus,Pr. Artur Eduardo
Postado por Artur Eduardo às 07:54 0 comentários