SEJA BEM VINDO!!!

ESSE BLOG TÊM O OBJETIVO DE TRAZER ATÉ VOCÊ, O DIA-A-DIA DE NOSSA IGREJA, ALÉM DE TRAZER PALAVRAS DE AMOR E EDIFICAÇÃO PARA SEU CORAÇÃO!!!

IGREJA A VOZ DE CRISTO - OLINDA

IGREJA A VOZ DE CRISTO - OLINDA
Uma Igreja Comprometida com o Reino de Deus

PR JOÃO E SUA ESPOSA IR MARILUCE

PR JOÃO E SUA ESPOSA IR MARILUCE

PROGRAMAÇÃO OFICIAL DA IGREJA A VOZ DE CRISTO - ATUALIZADA

Segunda: Dia do Culto nos Lares

Terça: Culto na Congregação do Pb. Jacy Valentim às 19:30hs

Quarta: Culto de Oração e Doutrina - Ig Voz de Cristo em Olinda às 19:30hs

Quinta: Culto na Congregação do Pr. João Evangelista às 19:30hs

Sexta: Círculo de Oração 09:00hs as 16:00hs e Culto da UNIFEM às 19:00hs

Sabado: Não tem programação Oficial

Domingo: Escola Bíblica Dominical - 9:00hs
Evangelismo - 14:00hs
Culto Evangelistico - 19:00hs

OBS:
* 3º Domingo de cada mês - Culto das Primicias.
* Último Domingo de cada mês - Santa Ceia.
* Último sábado de cada mês temos Culto Jovem.
* Todo penúltimo sábado temos Culto de Missões.

RESPONSAVEIS PELO BLOG

RESPONSAVEIS PELO BLOG
SEM.VICENTE LEÃO

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

SINAIS DO FIM DOS DIAS


A CRISE VIVIDA PELO MINISTERIO ECLESIASTICO EM NOSSOS DIAS
1º Timóteo 3.1


Meus irmãos e amigos estaremos falando nessa oportunidade sobre um assunto preocupante, serio e polemico, mas necessário para que a igreja esteja pronta para enfrentar seus problemas de forma madura e consciente de suas deficiências e limitações entendendo a importância de continuarmos trabalhando em função de sermos uma instituição que possa fazer a diferença em meio a uma sociedade corrompida pelo pecado.
O ministério eclesiástico é uma honraria especial na vida de homens e mulheres ao qual Deus tem um propósito especifico e os separa em função desse trabalho, o próprio Paulo no texto lido recomendando a Timóteo sobre os deveres dos bispos e diácono na igreja se refere a esse trabalho dizendo que se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja, e realmente é uma grande verdade, ser um líder na casa do Senhor, cuidar de um rebanho seja pastoreando, exercendo o presbitério ou o diaconado ou até mesmo alguma outra função eclesiástica é uma responsabilidade que nos traz grande satisfação e também nos exige um comprometimento especial para com a obra de Deus. O grande problema e que muitos em nossos dias tem sido consagrados sem ter idéia da importância de sua posição diante de Deus e da Igreja e por conta disso tem se valido desta dádiva divina para promover outras coisas ao invés de promover o reino de Deus, ministros relapsos e negligentes com suas responsabilidades e que com suas atitudes promovem a carnalidade e prejudicam a Espiritualidade da Igreja de Jesus Cristo.
Essa minha palavra não generaliza essa situação, mesmo porque ainda existem ministros que tem exercido o seu ministério com responsabilidade, equilíbrio e principalmente amor aquilo ao qual o próprio Deus os entregou, pessoas que tem vivido uma rotina de constante preparo não só espiritual, mas intelectual para poder oferecer a Igreja pastos verdejantes, pessoas que não se deixaram levar pelo comodismo da igreja cheia, mas que tem sede das almas e que tem uma política de governo voltada para o bem estar espiritual e físico das pessoas promovendo o verdadeiro convívio cristão bíblico. É bem verdade que mesmo assim a Igreja apresenta problemas, mas a diferença de uma Igreja problemática para a outra é a forma que a sua liderança lida com os problemas, pois quando a Igreja tem um ministério que leva a Igreja a serio (pessoas) e se volta para agir conforme a vontade de Deus, os problemas se tornam bem menos complexos do que uma Igreja que tem um ministério desorganizado e despreparado aonde por mais que se mexa pior fica.
Devemos entender também que o diabo quando planeja atacar uma Igreja ele em primeiro lugar, focaliza o pastor dessa igreja juntamente com a sua liderança, pois ele sabe que se derrubar o líder irá abalar consideravelmente a estrutura daquela Igreja, pois o pastor, o líder eclesiástico é o modelo, e com isso se tem a idéia de que aquela pessoa não pode errar em circunstância alguma, uma pessoa que em todas as suas decisões é correto por acreditarmos que ele tenha mais intimidade com Deus do que nós, simples cristãos. Partindo dessa situação devemos entender uma verdade muito Importante em nossa vida cristã, os nossos lideres eclesiásticos são tão humanos quanto nós e por conta disso, tão propensos ao pecado quanto à gente, não existe essa historia de super homem ou de super mulher, o que existe é um homem e uma mulher normal, cheio de defeitos e fraquezas como qualquer outro que são escolhidos por Deus para serem usados como instrumentos poderosos nas mãos dele, é o Senhor que chama, prepara, restaura é ele quem da autoridade diante dos homens e dos demônios é em nome dele que as pessoas são salvas curadas, libertas, transformadas, não existe um super pastor, existe um grandioso Deus na vida do pastor, mas o líder ele tem que buscar,da mesmo forma que você e eu devemos, e até mais pois seu compromisso é maior, ele é o responsável em preparar as ovelha para serem levadas a presença do seu supremo pastor que é Jesus Cristo. Não devemos divinizar a imagem do pastor, devemos respeitá-lo, mas devemos entender também que nosso principal exemplo é o próprio Jesus Cristo, o pastor é um canal de benção e edificação de Deus para nossas vidas, ou pelo menos é o que deveria ser, mas com todo esse secularismo que tem invadido as nossas igrejas e ministérios estamos perdendo nossos referenciais de pastores e lideres eclesiásticos.


Estamos vivendo um momento de crise ministerial, líderes eclesiásticos que se perderam em meio a princípios sem fundamento bíblico nenhum ou quando tem, são textos com erros grotescos de interpretação, ministros que perderam o cuidado pela obra do Senhor, desvirtuando os seus propósitos dos propósitos de Deus, pessoas que vêem as almas como mais uma fonte para gerar renda na igreja, mas uma pessoa de quem a Igreja possa sugar fazendo barganhas com as recompensas eternas, profetas que trabalham com a emoção do publico e que como Sansão utilizam seus talentos para satisfazer suas vaidades pessoais pessoas que se utilizam do seu ministério para beneficias sua família fazendo com que seu governo passe de geração a geração (nepotismo) limitando a visão da Igreja e perpetuando uma historia de fracassos e escassez, ministros preguiçosos para aprender, ou velhos demais e sem critério nenhum no preparo de seus sermões tornando repetitivo falar sobra às mesmas coisas, uma liderança conformista que trabalha para sobreviver ano após ano, sem qualquer perspectiva de futuro e crescimento saudável, uma política de governo eclesiástico que tem muito a ver com o Brasil, aonde não se investe na educação cristã (EBD, Doutrina, Discipulado) nem muito menos em educação teológica, enviando seus lideres para seminários costeando seu curso ou abraçar um núcleo local para oferecer o curso na própria Igreja, um governo que beneficia as elites, os membros de classe media alta e que não formula um trabalho social serio para as pessoas mais carentes, uma política de governo que puni aqueles que se levantam buscando mudanças e melhorias para a comunidade e é permissiva com os corruptos e os mentirosos. Uma liderança que age mais por conveniências políticas do que pela vontade de Deus, uma igreja que sai todo domingo para evangelizar, mas se esquece de viver aquilo que prega no trabalho do campo, uma igreja que investe mais em prédios e em infra estrutura do que no trabalho missionário, ministros que olham mais para as suas necessidades pessoais do que as do rebanho de Jesus Cristo.
É muito desagradável escrever algo tão absurdo como o que eu estou a escrever, mas essa infelizmente é a realidade de muitos ministérios que podem até ser prósperos materialmente, mas que estão falidos espiritualmente, agonizantes e em um alto estagio de degeneração.
Um de meus professores do seminário um dia na sala de aula, ministrando sobre administração eclesiástica, nos falava sobre os resultados abençoadores de seu ministério eclesiástico, aonde desde muito jovem ele começou a trabalhar para Jesus Cristo e vencendo muitas barreiras, dificuldades e tantos outros problemas, mas depois de certa idade, já de cabelo branco esta vendendo saúde e vitalidade em seu ministério pastoral, sempre tendo como características a seriedade e o zelo pela obra ministerial que o Senhor o entregou. Hoje ele esta aposentado ganhando um bom salário pelo seu trabalho no setor jurídico do estado e tudo que ele recebe da obra de Deus ele investe na obra de Deus, e uma das frases dele que mais me marcou enquanto seu aluno foi a seguinte ”O Senhor meu deu tudo, ele me deu muito mais do que eu imaginava, hoje eu dedico o tempo que tenho a esse Deus que é a razão desse meu tudo”. Precisamos de mais ministros do Evangelho comprometidos com a obra de Deus, tendo a consciência de colocar os propósitos de Deus em primeiro lugar, e qual é o principal propósito do evangelho? Conquistar o pecador, claro. Não é condenar, nem humilhar, nem tão pouco matá-lo espiritualmente, mas trazê-lo para o reino de Deus.
Devemos orar pelos nossos lideres eclesiásticos, para que eles possam ter uma mentalidade voltada para cuidar mais das ovelhas que estão a sofrer com toda essa situação relatada nesse texto, precisamos de lideres capazes de fazer a obra de Deus crescer de verdade e pela verdade, a Palavra de Deus que convence o o homem do pecado da justiça e do juízo. Que Deus nos abençoe e resplandeça a sua luz sobre todos os ministérios cristãos da face da terra.

Sem. Vicente Leão